Estudos Neurocientíficos

Estudos neurocientíficos vêm mostrando que crianças aprendem a ler mais rápido quando são estimuladas à escrita à mão, além de apresentar maior capacidade de geração de ideias e retenção de informações. Isso porque, a escrita pelo próprio punho (escrita manuscrita), provoca mais intensa na região dedicada à memorização, contribuindo para um maior reconhecimento das palavras. No processo de alfabetização do Elvira aliamos a escrita espontânea com o letramento e a consciência fonológica para desenvolver integralmente as habilidades do estudante nesse processo de aquisição da leitura e escrita. Antes de tudo, escrever é um ato de amor, de comunicação, de socialização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CSS